O que causa a otite e quais são as suas complicações?

Categoria:
o que causa a otite

Woman with an ear massage.

A otite é um dos problemas auditivos mais comuns na sociedade. Só que, por conta disso, ela também acaba sendo banalizada. Desse modo, as pessoas, muitas vezes, não buscam o tratamento adequado e utilizam métodos caseiros para sanar a enfermidade. Ou pior, ignoram a situação, esperando que ela se resolva de forma espontânea. Você se viu em algum desses casos?

A questão é que a otite pode ter complicações sérias, ocasionando até mesmo a surdez. Sendo assim, hoje trouxemos um material conciso, porém com um conteúdo extremamente relevante sobre o tema. A ideia é ajudar você a compreender o que causa essa doença, as complicações que ela pode gerar e como preveni-la. Venha com a gente!

Entendendo a otite

Otite é uma infecção que ocorre na estrutura auditiva. Ela pode surgir na área externa do ouvido, interna ou no espaço médio, sendo este o ponto mais comum para o desenvolvimento do problema.

Em geral, a doença afeta crianças, especialmente bebês e aquelas que têm até 03 anos de idade. Contudo, qualquer pessoa está suscetível à enfermidade, que é causada por bactérias ou vírus. Porém, em ambos os casos, a inflamação é desencadeada por gripes, resfriados ou alergias, na maior parte das situações.

Ocorre que quando o organismo está com algum problema nas vias respiratórias, a ventilação dentro do ouvido (que é interligado ao nariz e à faringe) fica prejudicada. O resultado é um ambiente mais propício à proliferação de microrganismos.

Depois que a região já está infectada ocorrem sintomas como:

  • dor de ouvido;
  • febre;
  • perda de apetite;
  • dor de cabeça;
  • vômito;
  • sensação de pressão no ouvido;
  • tonturas etc.

Tipos de otite

Como mencionamos no tópico anterior, o ataque de bactérias ou virus à região auditiva pode ocorrer em diversos pontos dessa estrutura. A área do ouvido médio (aquela que fica depois do tímpano e antes da cóclea), no entanto, é a mais afetada. Nesse caso, a otite se manifesta pelo acúmulo de líquido nesse espaço que é cheio de ar.

A otite externa corresponde à inflamação do canal auditivo até antes do tímpano. Aqui, uma das principais causas para a proliferação de microorganismos é o uso excessivo do cotonete, removendo a cera. A outra é a entrada de água, da piscina ou do mar, no local e seu possível acúmulo.

Por fim, também há a otite interna. Como o nome indica, ela acomete a parte interna do ouvido, sendo bem mais grave que as anteriores, pois entra em contato com a cóclea e o nervo auditivo. Esse tipo de enfermidade é o mais raro, mas, quando ocorre, exige internação hospitalar quase sempre.

Complicações para a audição

Algumas vezes, a otite é combatida de forma espontânea pelo organismo, mas isso não é uma regra. Desse modo, quando sentir qualquer incômodo no ouvido, procure um médico. O otorrinolaringologista é o especialista nesse assunto e fará um exame clínico para avaliar a situação do paciente.

Caso você não faça o tratamento adequado indicado pelo médico para o problema, diversas complicações podem surgir. A primeira delas é a perda da audição nos mais diferentes graus. Afinal de contas, a inflamação pode comprometer toda a estrutura auditiva, prejudicando o tímpano, as células e o nervo auditivo e, até mesmo, os ossículos da região.

A segunda complicação é o desenvolvimento de um colesteatoma, um tipo de tumor benigno que tem como uma das causas infecções mal curadas ou recorrentes. Essa massa tende a crescer bastante e prejudicar toda a região do ouvido, também podendo levar à surdez. E para resolver o problema é precisa fazer cirurgia.

Depois de tudo o que explicamos, é fácil perceber que com otite não se brinca. Apesar de ser um doença popular, ela pode afetar diferentes regiões auditivas e desencadear muitas complicações quando não recebe a devida atenção. Sendo assim, não se esqueça de procurar atendimento médico caso sinta qualquer tipo de incômodo!

Gostou do texto de hoje? Compartilhe-o nas redes sociais com seus amigos!

agende agora