Perda auditiva e isolamento social: o que uma coisa tem a ver com a outra? Categoria:

Pedir para alguém repetir o que acabou de dizer ou dificuldade em conversar com muitas pessoas ao mesmo tempo são problemas enfrentados por quem tem perda auditiva. Isso pode gerar diminuição da autoconfiança e discriminação por parte da sociedade, levando ao isolamento social.

Aqui no artigo, vamos trazer informações sobre as principais dificuldades enfrentadas por quem não consegue ouvir direito. Caso queira entender melhor o assunto é só continuar acompanhando o texto.

Perda auditiva e isolamento social

Em geral, a perda auditiva causa diferentes problemas interpessoais, seja no trabalho, no grupo de amigos ou no âmbito familiar. Isso, geralmente, ocorre pela falta de compreensão da sociedade para com as dificuldades e a capacidade produtiva de pessoas que fogem do padrão esperado.

O isolamento social decorrente do problema com a audição pode partir do indivíduo, das pessoas externas ou da combinação de ambos. Quando a ação parte de você, ela está relacionada à vergonha e falta de autoconfiança, geralmente. Quando vem da sociedade, relaciona-se com falta de paciência, desprezo ou crença de que o outro é incapaz.

Negação do problema

Quando não aceitamos um problema auditivo, acabamos transferindo a dificuldade de ouvir para outras pessoas. Assim, a culpa é do outro que fala rápido, não se expressa direto ou tem um timbre de voz muito baixo. Isso pode fazer com a sociedade o perceba como alguém antipático, diminuindo seu contato social.

Constrangimento e insegurança

Pedir para as pessoas repetirem uma informação ou falarem mais alto pode gerar constrangimento quando ocorre de maneira constante. Além da vergonha pessoal, há o medo de ser motivo de zombaria. Sendo assim, o indivíduo simplesmente finge que entendeu o que foi dito ou passa a evitar as conversas.

Sensação de dependência

Em alguns casos, as pessoas com perda auditiva sentem-se dependentes daqueles que escutam. Então, quando saem com um amigo, cônjuge ou parente esperam que eles “traduzam” a fala de outras pessoas. Isso pode gerar uma sensação de inferioridade, aumentar a insegurança e a irritabilidade. Assim, surgem dificuldades no relacionamento que podem levar à exclusão social.

Discriminação e falta de paciência

A sociedade tem o hábito de julgar tudo que não segue a norma preestabelecida e isso inclui os problemas auditivos. Desse modo, é comum as pessoas perderem a paciência quando alguém não entende o que foi dito ou até adotarem uma postura de julgamento. Isso pode afetar a sua relação com os colegas de trabalho, os amigos e a família, afinal, discriminação é uma forte causa de isolamento social.

A solução

Independentemente das situações pelas quais você passe, é importante não se deixar abater. Primeiro, reconheça a existência da dificuldade auditiva e busque tratamento. O segundo passo é se aceitar com as limitações e as capacidades que possui, independentemente da postura externa. Afinal, o que conta é conquistar a satisfação pessoal.

Percebe como a perda auditiva pode afetar diferentes esferas da vida? Além das dificuldades físicas, ela acaba sendo responsável pelo isolamento social, o que gera grande sofrimento. Sendo assim, não se afaste das pessoas de que gosta e esteja próximo de quem lhe apoia. Problemas auriculares precisam de tratamento e acolhida, não discriminação.