Fonoterapia: por que ela é importante para a reabilitação auditiva

Categoria:

fonoterapia

A perda auditiva é um problema que traz diversas consequências para a rotina dos pacientes, e isso também inclui questões relacionadas à fala. Afinal, pode ser difícil compreender e repetir determinadas palavras, criar associações sonoras, localizar ruídos, entre outras coisas. Por conta disso tudo, é muito importante a realização de tratamentos de fonoterapia. Porém, você sabe o que é esse serviço?

Hoje, vamos explicar, de forma detalhada, todas as questões relacionadas à terapia fonoaudiológica. Então, se estiver curioso sobre o assunto, siga com a gente e boa leitura!

Entenda o que é fonoterapia

A fonoterapia é uma técnica baseada em estímulos variados que buscam trabalhar distúrbios na fala, problemas de audição, dificuldade de deglutição e, até mesmo, questões relativas à escrita. Esse processo é feito com o acompanhamento de um fonoaudiólogo e pode ser aplicado em pessoas de diferentes idades, inclusive crianças ou idosos.

Descubra como esse serviço funciona

A terapia fonoaudiológica, ou fonoterapia, é realizada por meio de exercícios variados, indicados pelo fonoaudiólogo. Em geral, o trabalho é feito no consultório médico semanalmente, em sessões que duram cerca de 40 minutos. Contudo, é possível que o profissional passe atividades para serem realizadas pelo paciente quando este estiver em casa.

Independentemente do local, as atividades, no caso de quem tem problemas auditivos, estão ligadas a:

  • localização sonora;
  • memória e atenção auditiva;
  • identificação de sons;
  • ligação entre estímulo visual e processos sonoros.

Compreenda a relação entre fonoterapia e reabilitação auditiva

Uma pessoa que apresenta perda auditiva pode ter, também, dificuldades de fala. Isso ocorre, principalmente, em pacientes idosos e naqueles que passaram muito tempo sem a estimulação sonora adequada. Este é o caso das pessoas que demoraram para procurar ajuda médica e, consequentemente, para utilizar aparelhos auditivos.

Sendo assim, o paciente, mesmo voltando a ouvir, nem sempre consegue entender a fala das pessoas ou pode apresentar problemas no que se refere à dicção correta das palavras. Tudo isso está relacionado ao processamento auditivo. Ou seja, à capacidade do cérebro de interpretar os sons.

Por conta desses entraves, a fonoterapia se faz extremamente necessária. Afinal de contas, ela vai aprimorar a capacidade de fala e expressão da pessoa com perda auditiva, facilitando o processo de comunicação.

Descubra quais as outras funções da terapia fonoaudiológica

Além de ser muito importante para os usuários de aparelhos auditivos, a terapia fonoaudiológica pode ser aproveitada por pessoas que não apresentam perda de audição. Isso, pois, como comentamos anteriormente, o tratamento é indicado para diferenes necessidades.

Desse modo, quem apresenta gagueira, rouquidão, cansaço ao falar, dificuldade de leitura ou atraso no desenvolvimento da linguagem oral pode procurar o tratamento. Da mesma forma, indivíduos que trocam os sons das letras e possuem problemas de deglutição também se beneficiam dos exercícios desenvolvidos dentro da fonoterapia.

Além das atividades propostas para quem tem perda de audição, o fonoaudiólogo desenvolve diversas outras dinâmicas que se adaptam às necessidades amplas de cada paciente. Ou seja, os processos mudam de acordo com o objetivo do tratamento.

Como deu para notar, a fonoterapia possui diversos benefícios e auxilia o paciente com deficiência auditiva de formas variadas. Além de melhorar a percepção dos sons ambientes, ela contribui para a melhor adaptação ao aparelho, gerando mais bem-estar e qualidade de vida.

Caso tenha gostado do post, não se esqueça de compartilhá-lo nas redes sociais com seus amigos!

agende agora

 

Conheça nossa loja online Loja online