Não consigo entender bem o que as pessoas falam. Eu tenho perda auditiva?  

Categoria:

Existem diversas formas de identificar problemas na audição e muitas delas não incluem qualquer exame específico. Em ações cotidianas, as pessoas começam a sentir incômodos e questionam se estão com perda auditiva. Entre essas situações está a dificuldade de entender a fala de outras pessoas. Mas será que isso sempre se refere a uma disfunção real? É o que vamos abordar no artigo de hoje. Continue acompanhando.

Como o ouvido capta a fala?

Nosso ouvido é uma estrutura complexa dividida em três níveis — externo, médio e interno — e conectada ao cérebro. Cada área tem sua própria composição e recebe o som da fala de um modo específico. No ouvido externo, as ondas sonoras se deslocam pelo ar até chegar ao tímpano, que é a porta de entrada do nível médio.

As vibrações do som continuam seu caminho, só que agora elas vão se mover por meio de três pequenos ossos: martelo, bigorna e estribo. Eles compõem o ouvido médio e levam a fala até o nível interno do canal auricular. Neste ponto, as ondas sonoras seguem um caminho em meio líquido até a cóclea, onde encontram células receptoras.

Depois das várias etapas descritas, o som vira um sinal elétrico e é enviado para o cérebro decodificá-lo. Tudo isso dura alguns milésimos de segundos e quando há falha em alguns desses processos temos dificuldades para entender a fala.

Eu escuto, mas não entendo o que as pessoas falam. O que está errado?

O nervo auditivo nunca pode ser desligado, então, ele está sempre captando ruídos. Quando estamos em um local muito barulhento, por exemplo, temos dificuldades para entender o que outra pessoa fala, porque o ouvido está captando muitas informações simultaneamente.

Quando você tem algum nível de perda auditiva, a quantidade de sons que conseguem ser captados ao mesmo tempo diminui e os ruídos externos atrapalham muito mais a fala. É por isso que em uma roda de amigos fica mais difícil entender o que cada um está dizendo.

Outro motivo para a dificuldade de compreensão relaciona-se com as diferentes frequências de som de vogais e consoantes. As primeiras, geralmente, são mais graves e têm uma entonação mais alta. Já as consoantes possuem um timbre agudo e saem em um tom mais baixo.

Pessoas com perda auditiva, quase sempre, sentem mais dificuldades em ouvir timbres agudos. Como consequência, elas conseguem ouvir melhor vogais do que consoantes e, assim, as palavras são captadas de forma incompleta.

Então, não entender o que as pessoas dizem é sinal de perda auditiva?

Sim e não. Tudo vai depender do contexto e precisa da avaliação de um médico. Algumas vezes, por conta do ruído, nosso cérebro não consegue captar alguns sons e isso pode ser normal. Você deve ficar atento quando o problema passa a ser frequente. Por isso, é importante fazer sempre um check up auditivo, assim é possível detectar qualquer alteração de forma precoce, tratar e até resolver a disfunção.

Esperamos que este artigo tenha ajudado você a entender melhor como a fala é processada pelo nosso sistema auricular. Caso sinta alguma dificuldade para ouvir o que outras pessoas dizem não hesite em procurar ajuda. Valorize o seu bem-estar!