Como funciona o treinamento auditivo da Menthel?

Categoria:

treinamento auditivo

Você já ouviu falar em treinamento auditivo? Esse é um tipo de serviço oferecido aqui pela Menthel com o objetivo de ajudar quem tem dificuldade de compreender ou identificar os diferentes tipos de sons. Isso é algo extremamente importante para quem utiliza aparelhos auditivos e também para o público que, mesmo não tendo perca da audição, sofre com déficit de processamento auditivo central.

Para saber todos os detalhes sobre esse assunto e entender como é possível melhorar ainda mais sua qualidade de vida, siga com a leitura!

O treinamento auditivo da Menthel

Os pacientes da Menthel têm acesso ao treinamento auditivo oferecido com exclusividade pela Rehabilita, empresa especializada no assunto e que compõe o grupo. Ele é disponibilizado para pessoas com diferentes graus de perda auditiva, mas que, mesmo com o uso do aparelho, ainda apresentam reclamações no momento de compreender conversas.

Também pode ser disponibilizado para quem:

  • sente dificuldades em memorizar diferentes tipos de sons;
  • não consegue localizar a origem da maioria dos ruídos;
  • sofre com muita desatenção;
  • tem problemas de leitura e escrita;
  • tem dificuldades em lembrar informações.

A prática de exercícios

Na Menthel, a realização do treinamento auditivo é feita com a ajuda de uma fonoaudióloga, nas sedes das diferentes unidades espalhadas pelo Brasil. Em geral, são duas sessões por semana, cada uma com 40 ou 45 minutos de duração.

Durante esse tempo, o profissional apresenta tarefas acústicas, que misturam a apresentação de imagens com explicações em áudio. O paciente, quase sempre, faz repetições, de maneira a estimular o cérebro, criando associações que antes estavam deficientes.

Além do tratamento presencial na Menthel, também são disponibilizados exercícios para serem realizados em casa. A ideia é praticar as mesmas ações feitas no consultório, só que com maior constância. Sendo assim, o indicado é que esse processo de treinamento seja diário, bastando, no entanto, uns 10 ou 15 minutos de prática.

O processo da reabilitação auditiva

A reabilitação auditiva pode ser separada em dois grandes grupos. O primeiro está relacionado com a audição periférica, ou seja, aquela que envolve a captação do som. Essa é resolvida, quase sempre, com o uso de aparelhos auditivos, que funcionam ampliando o som externo.

Contudo, algumas vezes, apenas esse processo não é suficiente para reconquistar uma boa qualidade de audição. Como já mencionamos, há pacientes que reclamam de escutarem, mas não compreenderem o que está sendo dito. Nesse caso, é preciso trabalhar a reabilitação central, ou seja, aquela que envolve a capacidade do cérebro de decodificar os sons. É aqui que entra a importância do treinamento auditivo.

O processamento auditivo central

Vale a pena que você compreenda, pelo menos um pouco, o que é o processamento auditivo central. De forma reduzida, podemos dizer que ele se refere à capacidade do cérebro de interpretar os sons. Essa é uma habilidade desenvolvida depois do nascimento, nos primeiros anos de vida e é por meio dela que conseguimos distinguir diferentes tipos de ruídos.

Por diversas razões, incluindo a perda da audição, podem ocorrer problemas nesse processo de “tradução sonora”. Isso leva a diversos distúrbios que atrapalham a interação social e o desenvolvimento cognitivo. E para resolver o problema é necessário trabalhar a reabilitação auditiva por meio do treinamento.

E você, já pensou como sessões de treinamento auditivo podem melhorar sua qualidade de vida? Caso apresente algumas das dificuldades citadas ao longo do artigo, não deixe de procurar ajuda.

Clique agora mesmo no banner abaixo e entre em contato com uma das unidades da Menthel.

agende agora