Aquisição da linguagem e perda auditiva: entenda essa relação

Categoria:

Aquisição da linguagem e perda auditiva

A aquisição da linguagem é essencial para o desenvolvimento cognitivo e social dos seres humanos. Só que esse processo recebe uma grande influência da audição. Sendo assim, quem apresenta algum nível de perda sonora, principalmente crianças, pode ter atrasos de comunicação.

Para que você compreenda como se dá a relação desses dois processos (audição e linguagem), criamos este artigo. Ao longo do texto, falaremos sobre interação materna, problemas de fala e criação de vínculos coletivos. Tudo isso de forma rápida e didática. Venha conosco!

A aquisição da linguagem

A linguagem é construída socialmente, tendo base em fatores biológicos intrínsecos de cada pessoa ou animal. Isso quer dizer que todos os seres vivos possuem uma forma características de linguagem.

No caso dos humanos, ela é representada, principalmente, pela fala. Sendo esta adquirida pelo contato com os pais, principalmente com a mãe, ainda no período da gestação. Afinal, estudos comprovam que o ato de falar com o bebê na barriga estimula o cérebro da criança.

Depois do nascimento, esses estímulos são reforçados pela família, pela interação na creche, na escola e sociedade de forma geral. Assim, os pequenos aprendem a falar por meio da repetição daquilo que escutam.

Tipos de linguagem

Apesar da fala ser a forma mais comumente associada à linguagem, ela não é a única. Na verdade, podemos dividir a linguagem em dois tipos: verbal e não-verbal. A primeira é aquela baseada em palavras, sejam elas escritas ou expressas oralmente. Já a outra engloba as expressões gestuais, ou seja, um olhar, uma ação facial etc.

Linguagem, comunicação e cognição

Como deu para perceber pelos tópicos anteriores, a linguagem é a base da comunicação. Seja por meio de gestos ou palavras, conseguimos conversar com outras pessoas, articular ideias e declarar sentimentos.

Portanto, quando existe uma falha nesse sistema de expressão, os problemas surgem. Ou seja, fica mais difícil relacionar-se com a família, com as pessoas no trabalho, na escola e fazer amigos. O que acaba ocasionando um tipo de isolamento.

Além disso, uma linguagem deficiente gera dificuldades de aprendizagem. Desse modo, a criança pode levar mais tempo para aprender a falar, não conseguir prestar atenção nas aulas, ter problemas de memorização. Enfim, ter um atraso no desenvolvimento cognitivo.

Aquisição da linguagem X perda auditiva

Quando um bebê ou uma criança apresenta perda auditiva, a aquisão da linguagem verbal torna-se mais difícil. Isso porque a imitação dos sons não será tão eficiente.

Afinal de contas, ou o indivíduo não conseguirá escutar o que está sendo dito ou precisará fazer um grande esforço para conseguir captar tal informação. Isto gera um cansaço excessivo, aumentando a desatenção.

Como consequência, além dos atrasos na fala, a forma de expressão oral e escrita também fica comprometida. O motivo é que se tornam comuns erros de fonema, trocas na estrutura das sílabas, criação de frases com informações desconexas, entre outras coisas.

Isso compromete o andamento escolar, a aprendizagem de novos conteúdos e todo o processo social de desenvolvimento e expressão que a linguagem proporciona.

Tratamentos

Qualquer problema auditivo, seja na criança ou no bebê, deve ser identificado e tratado de maneira prévia. Dessa forma, todas as dificuldades citadas anteriormente deixam de existir ou são amenizadas, contribuindo para um crescimento saudável.

Portanto, é muito importante levar os pequenos para consultas regulares ao pediatra, além disso, nunca deixar de fazer o teste da orelhinha logo depois do nascimento do bebê. Nesse processo, caso qualquer alteração auditiva seja identificada, o médico já poderá indicar as ações a serem tomadas.

Na grande maioria dos casos, os problemas têm tratamento, que são feitos com o uso de aparelhos auditivos ou cirurgia. Em qualquer uma das situações, o mais importante é dar início ao cuidado com a audição de forma prévia. Assim, menos complicações aparecem na aquisição da linguagem.

Caso tenha gostado do artigo de hoje, não deixe de conferir também o post Como identificar perda auditiva em crianças?

agende agora

Conheça nossa loja online Loja online