A importância dos protetores de ouvido para a saúde auditiva

Categoria:

protetores de ouvido

Barulhos intensos no trânsito, bares com pessoas falando alto, shows com música forte e fábricas com máquinas ruidosas. Em todas essas situações o volume do som ultrapassa, facilmente, o máximo recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 50 dB. Porém, o que fazer para cuidar da saúde auditiva nessas ocasiões? Use protetores de ouvido.

Esses objetos são equipamentos de proteção individual (EPI) de uso obrigatório em muitos locais. Contudo, eles também podem e devem ser usados cotidianamente por qualquer pessoa que queira reduzir o nível de ruído a qual está exposta. Venha conosco que vamos falar mais sobre os protetores e a importância que eles têm.

Por que usar protetores de ouvido?

Os protetores de ouvido abafam o som externo, evitando a chamada perda auditiva por ruído (Pair). Causado devido à exposição prolongada a volumes de alta intensidade, o problema atinge centenas de trabalhadores por ano. De acordo com dados de 2017 do Fundacentro, ligado ao Ministério do Trabalho, 366 pessoas pediram afastamento do serviço por conta da dificuldade para ouvir.

Diante disso, é extremamente importante utilizar os protetores em ambientes profissionais que sejam ruidosos. Isso inclui indústrias, campos de obras, palcos de shows, parques de diversões, entre vários outros.

Apesar de os protetores de ouvido serem especialmente importantes no ambiente de trabalho, vale a pena usá-los sempre que for para um local de grande barulho, mesmo que por passeio. Assim, você cuida de sua saúde, prevenindo qualquer tipo de problema.

Afinal, a exposição por um curto período de tempo a altos volumes pode causar perda de audição temporária ou a sensação de zumbido. Esses casos desaparecem depois de algumas horas, contudo quando o impacto é frequente, pode ocorrer a degeneração das células auditivas de forma progressiva. O resultado são diferentes graus de dificuldade para escutar.

Além disso, ficar exposto a sons intensos tem vários outros impactos no corpo. Isso inclui: falta de concentração, cansaço, irritabilidade, diminuição da resistência imunológica e até aumento do risco de enfarte.

Quais os cuidados ao utilizar protetores de ouvido?

Primeiro, você precisa ter atenção ao material do qual o produto é feito. Caso seja de espuma, seu uso é descartável, porém, quando o material é de silicone, pode ser reutilizado várias vezes. Então, esta é a melhor opção de compra.

Tenha cuidado também com a higienização do produto. Sempre o lave antes de guardar, não empreste para outras pessoas e o utilize com as mãos limpas. Desse modo, você evita qualquer risco de infecção por bactérias ou sujidades.

Qual o volume de som seguro para nossa audição?

Como explicamos no início do texto, a OMS diz que 50 dB é a intensidade que nossos ouvidos aceitam de forma confortável. Isso corresponde a uma conversa em tom normal. Ou seja, qualquer barulho acima disto já pode causar problemas em longo prazo.

Para você ter uma ideia, o trânsito com um tráfego médio já alcança 60dB. A praça de alimentação do shopping em horário de pico ultrapassa os 80dB, e um concerto de rock atinge, facilmente, 120dB. Neste último caso, o tempo máximo de exposição ao ruído sem proteção seria de apenas sete minutos. Nos demais, a flexibilização é maior e chega a oito horas diárias.

Sendo assim, cuide de sua saúde auditiva. Use protetores de ouvido sempre que possível. E, caso trabalhe em locais ruidosos, não abra mão do objeto. Assim, você evita problemas e pode continuar ouvindo com total plenitude.