Tenho muita cera no ouvido. Devo me preocupar? Categoria:

Ao pensar em cera no ouvido, lembramos logo de sujeira ou algo desconfortável que pode incomodar bastante. Entretanto, essa secreção produzida por nosso corpo traz muitos benefícios também.

Para que serve a cera de ouvido?

A cera de ouvido é uma substância produzida pelo nosso corpo que funciona como uma proteção natural contra agentes externos que possam trazer danos. Ele é feita por componentes que previnem a formação de infecções por bactérias e vírus, servindo ainda como uma barreira natural contra poeira e agentes infecciosos externos.

Excesso de cerúmen e suas consequências

O próprio organismo tira naturalmente o excesso de cera produzido, mantendo o funcionamento em harmonia. No entanto, em algumas pessoas, esse processo de expulsão do excesso pode não ter muito efeito, fazendo com que seja produzida em excesso.

Alguns fatores que podem influenciar nisso são canais auditivos muito curtos ou mesmo a produção desregulada da cera em alguns organismos, ocasionada por pelos demais na região, envelhecimento, estresse, entre outros.

Nesses casos o cerúmen traz mais malefícios do que bens ao corpo. São dores no ouvido, zumbidos, tonturas, sujeira e incômodo estético, coceira e o mais comum de todos: perda momentânea da audição.

O que fazer?

Caso você perceba que a produção de cerúmen no seu ouvido está exagerada, é preciso procurar por ajuda médica. A permanência da substância em exagero no canal auditivo pode provocar otites, danos profundos no tímpano e em casos mais graves a perda definitiva da audição.

Além de uma avaliação precisa, o profissional pode fazer exames mais profundos ou até mesmo aplicar uma lavagem para retirar o excesso de cera.

No mais, evite limpar os ouvidos com instrumentos pontiagudos como hastes flexíveis, tampas de caneta, chaves ou mesmo a unha. Além de trazer bactérias, eles podem ferir o seu ouvido interno que é muito sensível e causar danos ainda maiores.