Aparelhos auditivos são doados no II Encontro Multidisciplinar da UFPB Categoria:

Sabemos que em diversos setores, é muito importante a criação de eventos que reúnam profissionais para discutir melhorias e soluções para problemas que podem atingir pessoas das mais diferentes. E quando a área em questão é a de saúde, a relevância desses estudos é ainda mais visível, trazendo o avanço necessário e mais qualidade de vida.

Foi com esses objetivos que na UFPB, aconteceu o II Encontro Multidisciplinar sobre Zumbido, organizado pelo grupo de estudos e pesquisa em audiologia, equilíbrio e zumbido da universidade. O evento aconteceu com o intuito de discutir mais amplamente sobre o zumbido e seu impacto negativo na vida dos pacientes.

O zumbido no ouvido, que também pode ser chamado de tinnitus ou acúfeno, é um problema que pode ser ocasionado por excesso de barulho, acúmulo de cera, inflamações entre outros motivos. Se trata de um ruído ininterrupto que traz bastante incômodo para os afetados. O barulho não é vindo de fontes externas e apenas a pessoa afetada o ouve. Segundo estudos, o zumbido no ouvido é capaz de atingir cerca de 28 milhões de brasileiros.

No evento, Nathália Lins da equipe Menthel, pôde explicar melhor sobre os avanços tecnológicos que estão sendo feitos para solucionar e amenizar esse problema. Foi abordada inclusive a terapia Noch, que é aplicada no tratamento de zumbido no Brasil.

Como a Menthel é uma empresa que se importa com o bem estar e saúde das pessoas, foi realizada no local a distribuição de 10 pares de aparelhos auditivos para pessoas afetadas com sintomas do zumbido no ouvido. E para observar melhor o desenvolvimento desses pacientes, será feita uma pesquisa ao longo de um ano com cada um deles, para acompanharmos suas evoluções.