Como acontece a adaptação aos aparelhos auditivos? Categoria:

Adaptar-se aos aparelhos auditivos é uma tarefa que exige tempo. Portanto, se você precisa ajudar alguém na adaptação, é preciso ter paciência e compreensão, pois cada pessoa tem uma maneira de se habituar.

Quais são os principais receios que as pessoas têm quanto aos aparelhos?

Muitas pessoas desistem de usar o aparelho auditivo porque têm receio de não se adaptar e não saber como utilizar o produto (uso, limpeza, manutenção). Esses são os principais motivos que impedem o paciente de experimentar o aparelho e mudar de vida.

Como é a adaptação?

A adaptação ocorre aos poucos, principalmente, se o paciente já sofre com a perda auditiva por muito tempo. Mas, por que a adaptação não é instantânea? A adaptação não é instantânea porque o cérebro precisa se reacostumar a ouvir, pois ele perdeu o estímulo sonoro.

Os procedimentos para a adaptação são: na primeira consulta, o paciente e o profissional conversam sobre sua história clínica e é explicado sobre a audiometria e fisiologia da audição. Feito isso, o fonoaudiólogo escolhe junto com o paciente o aparelho ideal para as suas necessidades e oferece uma experiência domiciliar; o paciente poderá experimentar o aparelho por 3 até 7 dias (com encontros para ajustes baseados em suas dificuldades e para reforçar as orientações de manuseio).

No segundo e último encontro, o paciente adquire o aparelho com a entrega do kit e garantias e plano de acompanhamento; deverá ser feito um retorno nos 30 primeiros dias da adaptação para regulagem checagem de limpeza e cuidado; um retorno com três meses para realizar os mesmos procedimentos dos 30 dias; um retorno com seis meses para realizar os mesmos procedimentos e para mais uma avaliação do processo e dificuldades.

Além disso, realiza-se a reabilitação auditiva, uma terapia para desenvolver as habilidades perdidas. Com um ano, também faz-se a refação da audiometria e uma comparação do exame com o ganho do aparelho auditivo. Então, o acompanhamento passa a ser de seis em seis meses.

Quanto tempo leva para se adaptar ao aparelho?

A primeira é a de teste, que os pacientes entendem como adaptação, já que representa o primeiro contato deles com o aparelho. São até sete dias de experiência domiciliar usando os aparelhos auditivos selecionados e dois encontros para realizar ajustes, verificar a adaptação.

Para o paciente, adaptar-se é sentir o aparelho para ver se ele funciona, porque até então, quando não se conhece o benefício, a descrença é grande. No final desse teste, o paciente volta para adquirir o próprio aparelho.